Água com gás: tudo o que você precisa saber! – Beleza e dieta

Água com gás: tudo o que você precisa saber!

água com gás hidrata você, tem um efeito saciante, ajuda a digerir proteínas e, ao contrário do que se pensa, não favorece o ganho de peso. Claro, não é recomendado se você sofre de certos problemas digestivos.

Para ajudar você a entender mais sobre a água com gás, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

O que é água com gás?

Água com gás é literalmente água com dióxido de carbono, responsável por suas bolhas.

Na verdade, tudo o que tem bolhas (como bebidas carbonatadas) é adicionado esse mesmo gás, embora no caso da água com gás possa estar presente naturalmente (existem nascentes que produzem esse tipo de água) ou ser adicionado posteriormente injetado sob pressão.

Águas com gás naturais geralmente têm um sabor mais suave.

Os ingredientes de ambos (naturais e artificiais) são os mesmos e, portanto, os benefícios são semelhantes, embora os naturais sejam mais suaves em sabor… mas também são mais caras.

Quais os benefícios da água com gás?

Melhora a digestão

O ácido carbônico fornecido pela água com gás, adicionado ao pH já ácido do estômago, aumenta a segregação de sucos gástricos e, portanto, ajuda a digerir proteínas alimentares.

Em outras palavras, as proteínas são como uma bola de lã e os sucos gástricos as desgastam.

Faz você comer menos

Esse efeito é alcançado porque ocorre uma reação química específica: quando você bebe água com gás, o pH ácido do estômago (entre 3 e 4 devido a sucos gástricos) converte dióxido de carbono em dióxido de carbono. 

E essa conversão faz com que as paredes do estômago aumentem, fazendo com que você tenha uma certa sensação de inchaço.

No entanto, isso pode ser positivo se você tomá-lo na hora do almoço, porque essa plenitude causa um sentimento de saciedade e, consequentemente, ajuda você a comer menos.

Não favorece o ganho de peso

Pensar que a água com gás engorda é uma dúvida entre muitas pessoas, porque o fato de ingerir gás está associado ao ganho de peso. 

No entanto, causar distensão abdominal, ou seja, inchaço, não tem nada a ver com o aumento da gordura corporal. Outra coisa muito diferente é que o gás ingerido causa flatulência em certas pessoas.

Nem água com gás nem água normal fornecem calorias, então eles não afetam o peso corporal.

Previne ou melhora o diabetes tipo 2

Um estudo realizado no Japão concluiu que o consumo de água mineral rica em bicarbonato de sódio ajuda a prevenir ou melhorar o diabetes tipo 2 (DT2) em humanos.

Testes bioquímicos indicaram que os níveis séricos de glicoalbumina, um dos índices de controle glicêmico, diminuíram significativamente após o consumo de água mineral carbônica natural. 

Os resultados mostraram que o consumo dessa água tem o potencial de prevenir e/ou melhorar o DT2 por meio de alterações no metabolismo do hospedeiro e na composição da microbiota intestinal.

Quando não beber água com gás?

Nas seguintes situações, não é aconselhável recorrer a água com gás:

  • Se você costuma comer muito rápido, mastiga pouco ou engole ar ao comer. Esses maus hábitos ao comer causam distensão abdominal (inchaço), portanto, nesses casos, não é aconselhável beber água com gás, pois seria um fator adicional que agravaria ainda mais o inchaço.
  • Se você tem flatulência. Se você acumular gases e achar difícil expulsá-los, evite adicionar mais gás ao sistema digestivo.
  • Em caso de doença celíaca, doença de Crohn, colite ulcerativa ou intestino irritável. Em todas as doenças que afetam o intestino, a água com gás não é recomendada porque pode aumentar o desconforto digestivo devido à maior distensão abdominal ao nível do intestino grosso.
  • Quando você sofre azia ou refluxo. A água com gás não é recomendada porque seu pH é mais ácido (entre 5 e 6) do que o normal (pH 7), por isso aumentaríamos ainda mais a acidez do estômago e o refluxo gastroesofágico.

Também não é recomendado em caso de DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica). Esse distúrbio causa insuficiência respiratória, portanto, não é aconselhável inchar o abdômen bebendo água com gás, pois poderia pressionar o pulmão e dificultar ainda mais a respiração já deficiente.

E as mulheres grávidas podem beber água com gás?

Bem, depende de cada metabolismo e água com gás escolhida. Existem diferentes tipos de água com gás, e desta vez temos que olhar para o seu teor de sódio porque muitos tipos de água gaseificada aumentam a quantidade de sódio para níveis que não são aconselháveis. 

Por exemplo, se a gestante sofre de hipertensão ou edema, ela deve descartar águas com gás com alto teor de sódio (com 20 miligramas por litro ou mais de sódio). 

Se ela tiver menos de 20 miligramas de sódio por litro, elas podem ser consumidas mesmo quando dietas hiposódicas são recomendadas. Entre 20 e 100 miligramas por litro do mineral, o consumo dessa água deve ser moderado.

Por outro lado, se a gestante sofre de aerofagia ou flatulência, ela deve saber que consumir esse tipo de água, assim como qualquer outro refrigerante, piora esse sintoma irritante que é o gás, juntamente com a dor gastrointestinal associada e inchaço abdominal. 

Pelo contrário, se a gestante não tiver problemas de gás, hipertensão ou edema, consumir água com gásna gravidez é uma questão de gosto.

Gostou de saber mais sobre a água com gás? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.